04/03/2021

5 maneiras de melhorar o funcionamento dos rins

A segunda quinta-feira de março é considerada como o Dia Mundial do Rim. Por isso, o mês foi escolhido para a campanha orientada à prevenção do câncer de rim que, no calendário anual das cores, ganha o título de Março Vermelho.

As ações chamam atenção para dois órgãos pequenos – de aproximadamente 12 centímetros e 150 gramas cada – porém vitais para o equilíbrio do organismo, responsáveis por limpar o sangue eliminando as toxinas resultantes do metabolismo corporal.

Além dessa função primária, os rins são responsáveis também por manter um constante equilíbrio hídrico do organismo, eliminando o excesso de água, sais e eletrólitos, evitando, assim, o aumento da pressão arterial e o aparecimento de inchaços.

Os rins ainda têm a incumbência de atuar como órgãos produtores de hormônios que participam na formação de glóbulos vermelhos, ajudam a absorver o cálcio para fortalecer os ossos e intervêm na regulação de pressão arterial.

Localizados em ambos os lados da coluna vertebral, atrás das últimas costelas, os rins devem funcionar corretamente para exercer essas funções vitais. Quando isso não acontece, é preciso ficar alerta: as toxinas podem se concentrar na corrente sanguínea e causar sérios problemas.

Hábitos de vida saudáveis podem evitar esse tipo de complicação. Confira a seguir 5 dicas para manter os rins saudáveis.

  1. Consuma bastante água

Tomar muita água é fundamental para auxiliar a purificação dos rins. Um adulto deve ingerir em média dois litros de água por dia, fora outros líquidos saudáveis como sucos e chás. A ingestão de pouco líquido resulta em rins sobrecarregados e sem condições de realizar o processo de filtração.

  1. Mantenha o peso ideal

Manter hábitos saudáveis, com alimentação equilibrada e prática de exercícios físicos, é de extrema importância para a manutenção das funções renais, pois os rins têm uma programação para o peso e altura. Por isso, indivíduos com o índice de massa corporal (IMC) nos parâmetros saudáveis têm risco bem menor de sofrer com problemas nos rins.

  1. Fuja da bebida e do cigarro

Exagerar na dose de bebidas alcoólicas pode prejudicar os pequenos filtros, causando hipertensão e podendo evoluir para problemas renais. Já o cigarro desencadeia uma série de inflamações que prejudicam o órgão, por conta de suas substâncias tóxicas. O fumo proporciona o surgimento de pequenas placas de gordura que diminuem o calibre dos tubos por onde o sangue circula, também causando problemas de pressão que, por sua vez, podem evoluir para uma doença renal crônica.

  1. Esqueça a automedicação

O consumo excessivo de analgésicos e anti-inflamatórios favorece o aparecimento de doenças renais. Por isso e por outros fatores que a automedicação é tão perigosa. Lembre-se que remédios só devem ser consumidos sob a indicação de um especialista.

 

  1. Tenha uma boa saúde geral

É importante entender que o corpo todo precisa funcionar bem, pois uma alteração pode levar a outras e, a partir daí, surgir uma série de doenças. É o caso do diabetes e da hipertensão, cujas incidências têm aumentado nos últimos anos e são portas abertas para problemas renais.

Além do câncer de rim, alvo da campanha Março Vermelho, algumas das principais doenças que afetam o órgão são: nefrite, infecção urinária, cálculo renal, obstrução urinária, insuficiência renal aguda, insuficiência renal crônica, doenças multissistêmicas, doenças congênitas e hereditárias, e nefropatias tóxicas.

No Brasil, a nefrite, uma inflamação crônica dos rins, é a principal causa de insuficiência renal, seguida do diabetes e da hipertensão arterial. Estima-se que, hoje, 10% da população tenha algum grau de doença renal e esse número chega a dobrar em pessoas entre 65 e 75 anos.

Esse conteúdo foi útil para você? Compartilhe nas suas redes sociais. Ele pode ser interessante para seus amigos também!

Compartilhe no Facebook Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Twitter
Newsletter
Newsletter

Assine nossa newsletter

Assine a nossa newsletter para promoções especiais e atualizações interessantes.


    Política de privacidade