28/09/2021

7 doenças causadas pelo estresse

Um levantamento realizado pela Associação Internacional do Controle do Estresse revelou que o Brasil é o segundo país do mundo com maiores níveis de estresse. 

Para assimilar melhor essa informação, é importante entender o que é o estresse e o que pode ser ocasionado por esses níveis elevados. 

O estresse é uma reação física do organismo a um estímulo, ou seja, uma resposta normal para proteger em momentos de risco. Diante dessa situação, o corpo pode lutar ou fugir e, para isso, libera uma mistura de hormônios e substâncias químicas como adrenalina, cortisol e noradrenalina – ou norepinefrina. 

Porém, o corpo é preparado para receber apenas pequenas doses de estresse, que contribuem para equilibrar as funções orgânicas e para enfrentar problemas do dia a dia. Quando o organismo fica sujeito a doses de estresse constantes e por longos períodos é que surgem os problemas. 

Por isso, a manutenção de um estado de estresse, como se um alarme estivesse ligado constantemente, pode ser prejudicial à saúde. Quer saber quais são as principais doenças causadas pelo estresse? Acompanhe!

  1. Insônia

O estresse em excesso pode atrapalhar a qualidade do sono. Além de questões pessoais ou profissionais, as mudanças no padrão hormonal causam interrupções que prejudicam a qualidade do descanso. Com isso, a pessoa se sente cada vez mais cansada e vai acumulando mais estresse, agravando assim os sintomas.

  1. Depressão

O principal hormônio controlador do estresse é o cortisol. Quando os níveis de cortisol aumentam muito, ocorre a redução de dopamina e serotonina, neurotransmissores que influenciam nas emoções, como a sensação de alegria ou bem-estar. Sem a quantidade adequada dessas substâncias, o indivíduo tem grandes chances de desenvolver depressão. 

  1. Problemas cardiovasculares

O estresse provoca a redução do fluxo sanguíneo, que faz aumentar os batimentos e a pressão arterial. Em estado crônico, essas alterações podem comprometer o desempenho do organismo, causando irregularidades no funcionamento do aparelho circulatório e provocando até mesmo o entupimento de veias e artérias, evoluindo para casos de Acidente Vascular Cerebral (AVC) e de infarto.

  1. Prisão de ventre

Sob estresse constante, o cérebro emite sinais para que o intestino se contraia. Esses estímulos causam bastante desconforto e sintomas como dores abdominais, flatulência e distensão abdominal, resultantes da alteração da flora intestinal e prisão de ventre. Essa condição pode evoluir para uma doença grave conhecida como síndrome do cólon irritável.

  1. Problemas de pele

A exposição a situações de estresse por longos períodos pode provocar o surgimento de doenças físicas e emocionais. Nesse quadro, encaixam-se algumas dermatites, como acne, vitiligo e psoríase, um problema crônico e responsável por desenvolver manchas vermelhas na pele.

  1. Transtornos alimentares

Quando o lado emocional está descontrolado, o corpo tenta encontrar formas de compensar esses sentimentos dolorosos por meio da alimentação. Em contrapartida, a falta ou o excesso de certos nutrientes concorrem para o desequilíbrio das reações metabólicas e provocam estresse em excesso, contribuindo para um ciclo bastante perigoso.

  1. Alzheimer

Estudos apontam que a ansiedade, o estresse e o cansaço podem aumentar em até 40% o risco de doenças neurológicas, como o Alzheimer. Esses fatores também são gatilhos para doenças como a Síndrome de Burnout, que consiste em um esgotamento generalizado, e a Síndrome do Pânico. 

Essas são 7 das doenças causadas pelo estresse crônico, mas é preciso lembrar que essa situação deixa a pessoa mais vulnerável, pois diminui a defesa imunológica. Com isso, o corpo pode apresentar diversas outras reações.

Desta forma, é preciso estar atento para identificar sinais de estresse e procurar ajuda profissional para um tratamento adequado. Quanto mais precoce for o diagnóstico, maiores são as chances de cura e de restabelecer o equilíbrio emocional do organismo.

Em 23 de setembro é celebrado o Dia de Combate ao Estresse. Faça parte desta luta, disseminando informações e ajudando outras pessoas a conhecerem mais sobre o assunto. Compartilhe esse conteúdo nas suas redes sociais!

Compartilhe no Facebook Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Twitter
Newsletter
Newsletter

Assine nossa newsletter

Assine a nossa newsletter para promoções especiais e atualizações interessantes.


    Política de privacidade