03/12/2021

Tudo sobre as deficiências visuais

Entre as deficiências visuais, a cegueira é a mais conhecida. Esse conceito, porém, também inclui o comprometimento parcial da visão e há uma classificação para essas diferentes vertentes.

 

As deficiências visuais podem ser congênitas ou adquiridas, ou seja, o dano que compromete a visão pode ser causado no útero materno, no nascimento ou em algum evento ao longo da vida.

 

Reunimos, a seguir, diversas informações sobre o assunto. Que tal seguir a leitura e saber tudo sobre as deficiências visuais? Acompanhe!

 

Como a deficiência visual é classificada?

A deficiência visual é o comprometimento parcial ou total da visão. Segundo critérios estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), os diferentes graus de deficiência visual podem ser classificados em:

 

– Baixa visão: pode variar entre os níveis leve, moderado ou profundo.

– Próximo à cegueira: quando ainda existe a capacidade de distinguir luz e sombra.

– Cegueira: quando não existe qualquer percepção de luz.

 

Dependendo do caso, o portador pode precisar do uso de lentes de aumento, lupas ou telescópios, empregar o sistema braile para ler e escrever, necessitar do auxílio de bengalas e ter treinamentos de orientação e de mobilidade.

 

É importante ressaltar que não são deficientes visuais pessoas com doenças como miopia, astigmatismo ou hipermetropia, que podem ser corrigidas com o uso de lentes ou cirurgias.

 

Quais são os fatores de risco para as deficiências visuais?

Entre os principais fatores que podem causar deficiência visual, estão:

– nascimento prematuro

– pessoas com diabetes

– traumas

– idade

– pessoas com graus altos de miopia

– cirurgias oculares ou neurológicas

– pessoas que trabalham com produtos químicos

 

Quais são as causas das deficiências visuais?

Alguns eventos podem ocasionar problemas na visão, tanto reversíveis quanto irreversíveis. Por isso, cuidar da saúde geral é tão importante.

 

Entre as causas das deficiências visuais reversíveis, estão: a enxaqueca, o descolamento de retina (reversível se operado com urgência), a catarata, a opacidade da córnea e o tracoma, também conhecido como “dordolho”.

 

Já as deficiências visuais irreversíveis podem ser causadas por deficiência de vitamina A (principalmente em crianças), glaucoma avançado, Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI), Retinopatia Diabética Avançada, ambliopia – popularmente conhecido como “olho preguiçoso” – e Neurite Óptica, uma inflamação no nervo óptico que leva as informações da retina para o cérebro.

 

É possível evitar as deficiências visuais?

Algumas deficiências visuais adquiridas podem ser evitadas através de cuidados preventivos. A OMS estima que mais de 80% desses casos poderiam ser evitados se os pacientes tivessem tomado precauções como: 

 

– fazer exames oftalmológicos regulares

– usar óculos escuros em dias muito ensolarados

– lavar as mãos antes de mexer nos olhos

– evitar coçar os olhos com força

– ter uma dieta alimentar rica em Ômega 3 (peixes, sementes, azeite), luteína (couve, milho, ovos), zeaxantina (espinafre, cenoura e rúcula) e minerais como cobre (lulas, siris, amendoins e sementes) e zinco (ostras, camarão, frango e peixes), além de vitaminas A, C D e E

– não ficar sem piscar em frente ao computador e outros aparelhos eletrônicos

 

Como é feito o diagnóstico para as deficiências visuais?

O diagnóstico pode ser feito muito cedo, exceto nos casos de doenças degenerativas como a catarata e o glaucoma, que evoluem com o passar dos anos.

 

O oftalmologista realiza testes de acuidade visual, biomicroscopia, exame de fundo de olho, medida de pressão intraocular e, em alguns casos, exame de campo visual para avaliar visão periférica.

 

Portanto, diante de um incômodo ou dor no olho, é recomendado recorrer ao oftalmologista para garantir os cuidados desde o começo, impedindo que os efeitos de qualquer doença não se agravem.

 

Nas crianças, é importante estar atento a comportamentos relacionados à dificuldade de leitura, dor de cabeça ou vista cansada durante as aulas.

 

Em 13 de dezembro é celebrado o Dia Nacional da Pessoa com Deficiência Visual. Compartilhe as informações contidas nesta leitura para que mais pessoas possam se conscientizar sobre os problemas de visão que atingem milhares de pessoas no Brasil e no mundo.

 

Compartilhe no Facebook Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Twitter
Newsletter
Newsletter

Assine nossa newsletter

Assine a nossa newsletter para promoções especiais e atualizações interessantes.


    Política de privacidade