20/07/2020

O que você deve saber sobre doenças neurológicas?

Mesmo com a pandemia do novo Coronavírus, os casos neurológicos seguem acontecendo e o Hospital São Lucas se preocupa muito com o não reconhecimento e a falta de tratamento e investigação adequados, principalmente por medo e insegurança da população de buscar os serviços de saúde. Pacientes acometidos por qualquer disfunção neurológica não podem – nem devem – esperar, pois precisam de rápido diagnóstico e tratamento adequado.

Durante o pico da Pandemia de Coronavírus em Ribeirão Preto e região (meses de maio a julho de 2020), foi detectado um aumento de 30% de casos neurológicos, principalmente de doenças Cerebrovasculares (Acidente Vascular Cerebral – AVC), ressalta o Dr. Jorge Alberto Martins Pentiado Júnior, coordenador do Serviço de Neurologia do São Lucas.

Para atender pacientes da cidade e região, o serviço de Neurologia do grupo São Lucas é muito bem estruturado e conta com a presença de Neurologistas 24 horas por dia, todos os dias da semana. A equipe possui todas as subespecialidades, como: Cefaleia (Dor de Cabeça), Neurovascular (Acidente Vascular Cerebral – AVC), Neuroimunologia (Esclerose Múltipla), Neuro-otologia (Vertigem/Tontura), Epilepsia (“Convulsões”), Transtornos do Movimento/Cognição (Doença de Parkinson e Doença de Alzheimer), Neurologia Infantil/Neuropediatria (todas as doenças neurológicas da infância e adolescência, como Transtorno do Espectro Autista – “Autismo”; Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade), dentre outras.

A Neurologia é uma especialidade médica dedicada ao estudo, diagnóstico e tratamento das doenças que afetam o Sistema Nervoso (cérebro, medula espinhal, raízes nervosas, nervos e músculos). As doenças neurológicas determinam uma enorme consequência negativa sobre os pacientes, familiares, serviços de saúde e sociedade em geral. Afetam em torno de 100 milhões de pessoas apenas nos Estados Unidos.

Quando se fala em doenças neurológicas, dois conceitos são importantes: o de anos de vida perdidos prematuramente pela morte de pessoas com esse tipo de doença e o de anos de vida saudável perdidos por uma incapacidade gerada pelas referidas patologias. Nesse sentido, ao matar precocemente as pessoas ou gerar incapacidade (sequelas que limitam a plena atividade física, psíquica, familiar e social do paciente), as doenças neurológicas representam o maior impacto negativo dentre todas as doenças que afligem o ser humano, superando, inclusive, o Câncer, o Infarto Agudo do Miocárdio (“Infarto do Coração”) e a Infecção pelo vírus HIV.

No Brasil, duas das três maiores causas de morte são neurológicas (dados de 2016): Acidente Vascular Cerebral (2ª causa) e Demências/Doença de Alzheimer (3ª causa), ficando atrás apenas do Infarto Agudo do Miocárdio (1ª causa). Por outro lado, as doenças neurológicas são a primeira causa de incapacidade. Somente nos Estados Unidos, o gasto anual estimado com os 9 grupos de doenças neurológicas mais comuns é de 800 bilhões de dólares, o que equivale a quase 5 vezes o valor economizado pela reforma da previdência no Brasil. Com o envelhecimento da população, espera-se que em 2050 a ocorrência de doenças neurológicas dobre em todos os países do mundo.

Em 2006, a Organização Mundial de Saúde (OMS) lançou um conjunto de diretrizes direcionadas especificamente à implementação de políticas de saúde pública que envolvessem as doenças neurológicas, ressaltando a necessidade de se estudar e investir na prevenção, diagnóstico e tratamento dessas patologias. Devido à importância cada vez maior das doenças neurológicas, houve um crescimento exponencial de pesquisas públicas e privadas nessa área, o que resultou em métodos diagnósticos e tratamentos mais eficazes. Por fim, ressalta-se que na suspeita de uma doença neurológica, o paciente deve prontamente buscar auxílio médico, uma vez que o tempo pode ser determinante no sucesso do tratamento, como acontece com o Acidente Vascular Cerebral – AVC.

Compartilhe este conteúdo em suas redes sociais.

Fonte: Dr. Jorge Alberto Martins Pentiado Júnior (CRM-SP: 141933).

 

 

Compartilhe no Facebook Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Twitter
Newsletter
Newsletter

Assine nossa newsletter

Assine a nossa newsletter para promoções especiais e atualizações interessantes.


    Política de privacidade